Publicado em: 17.04.2018

Estagiário é condenado à prisão por se passar por advogado

Parece história de ficção: um estagiário se passa por advogado e convence alguns clientes. O caso lembra o seriado Suits, em que um jovem sem diploma se passa por advogado formado em Harvard para atuar em uma banca glamourosa de Nova York. Mas, na vida real, não tem glamour nenhum, e a mentira resultou em 13 anos de prisão. Aconteceu em Extremoz, litoral do Rio Grande do Norte. Um estudante e estagiário de Direito chegou a ter como cliente até a Câmara Municipal da cidade.

Para enganar os clientes, o falso advogado apresentava a inscrição de estagiário na OAB-RN como se fosse um profissional formado e aprovado no Exame Ordem. Além disso, ele incluiu informações falsas nas peças apresentadas por ele ao Judiciário e ao Ministério Público, e ainda firmou diversos contratos com a Câmara de Extremoz para prestar serviços como assessoria jurídica e consultoria para questões administrativas.

O estagiário foi denunciado 24 vezes por estelionato, 16 vezes por falsidade ideológica e 15 vezes por falsa identidade. O juiz da comarca da cidade, Diego Costa Pinto Dantas, considerou que ele praticou os crimes de estelionato e falsidade ideológica.

Fonte: OAB-PR
Recomendar este Artigo por email